Nerdstark Entrevista: Rael Mochizuchi, autor do Mangá Ameto Nerdstark Entrevista: Rael Mochizuchi, autor do Mangá Ameto
15shares 15Facebook 0Twitter 0Google+ Nesta edição vamos entrevistar este artista brasileiro chamado Rael Mochizuki, autor do Mangá Ameto. Primeiramente fale um pouco sobre quem... Nerdstark Entrevista: Rael Mochizuchi, autor do Mangá Ameto

Nesta edição vamos entrevistar este artista brasileiro chamado Rael Mochizuki, autor do Mangá Ameto.

Primeiramente fale um pouco sobre quem é Rael Mochizuki, quando começou a desenhar e desenvolver histórias e quais suas maiores influências e incentivadores.

Hmm, quem é Rael Mochizuki? Vejamos, eu praticamente desenho desde que nasci, comecei aos 3 anos de idade a dar os meus primeiros rabiscos, sempre incentivado por meu pai e um de meus tios que também desenhava, além dos outros familiares eles foram os maiores apoiadores para eu ser o que sou hoje. Com meus 6, 7 anos eu já começava a criar minhas próprias histórias com personagens Marvel e DC, além de Jaspion e demais tokusatsus, já tinha um pé na cultura oriental desde sempre, também influenciado por aquele mesmo tio ávido fã de Bruce Lee.

Vamos falar sobre o trabalho recente Ameto (obviamente sem dar spoilers da trama). Você conseguiu com muita criatividade criar um universo com mundos e personagens de fácil identificação e uma trama envolvente, com um sistema político e econômico. Há quanto tempo está desenvolvendo este projeto?

Pois é, ao escrever Ameto eu procurei voltar no tempo e ser aquele mesmo menino dos anos 80, consumindo coisas incríveis e cheio de criatividade, eu tentei primeiramente agradar aquele menino da geração Coca-Cola e em consequência disso acabou por agradar muitas pessoas que lêem a obra. Busquei mesclar todas as minhas influências tanto no mundo do cinema como dos mangás, animes e cartoons, sem preconceito, depois disso a minha criatividade veio naturalmente. Procuro sempre me exercitar assistindo de tudo um pouco até hoje. Se você notar, tem aquela veia bem brasileira na obra, um povo sofrido sendo dominado, fazendo de tudo para se libertar de uma terrível tirania, um pouco do nosso orgulho está ali.

A edição #1 de Ameto é dividida em 3 atos.  Você já possui planejado quantas edições será ou a saga ainda está em construção? Fale um pouco do seu processo de desenvolvimento.

Exatamente, cada volume possuirá cerca de 3 atos e tudo está devidamente escrito. O que posso adiantar é que essa primeira aventura do herói Ameto conta com 26 capítulos, e são capítulos com a mais pura emoção! O processo de desenvolvimento é feito parte por parte, primeiro eu escrevo uma espécie de argumento, quase tudo definido porém com ideias livres para ocasionais mudanças. Depois disso vem a parte de fazer o story board ou lay-out da página, assim eu defino posição e quantidade de quadros e tenho uma ideia maior de cada cena. O passo seguinte é passar isso para a página da HQ feita na folha A3. Feito tudo isso, basta jogar para o PC e dar os detalhes finais.

Hoje na era digital a leitura impressa está cada vez mais limitada, a indústria dos quadrinhos encolheu bastante desde a última década. Como é ser artista de Mangá no Brasil?

Ser Mangaka no Brasil é um desafio constante, seja por trabalhar duro para apresentar o seu trabalho com excelência ou para agradar os leitores que têm um certo receio de ler trabalhos nacionais. Porém, aos poucos estamos virando esse jogo, dia após dia, com ótimos trabalhos que vejo por aí. Sim, com a internet tudo ficou mais fácil e rápido, a pessoa já quer ler online e de graça mesmo. Só que mesmo com tudo que a internet oferece, boa parte do público quer também ter a sua HQ favorita em forma física, sentir o cheirinho das páginas, guardar em sua estante, esse prazer ninguém vai tirar. E é assim que resolvemos encarar essa jornada de forma bem otimista!

Na trama de Ameto além do protagonista me chamou muito a atenção a vilã Lady Eneia, que em momentos me lembrou Darth Vader pelo nível de crueldade. Fale um pouco sobre a personagem e o que podemos esperar dela?

Adorei a pergunta, fico muito animado quando alguém me pergunta de outros personagens além do protagonista, dessa forma posso avaliar o desempenho deles dentro da saga. Isso mesmo, Lady Eneia parece mais o demônio encarnado com tanta crueldade! Tivemos diversas vilãs legais nos antigos desenhos e, em Star Wars temos Darth Vader comandando tropas, por que não uma dama fazendo isso agora? Podemos esperar muitas surpresas acerca dessa misteriosa e malígna vilã, esperem e verão!

Como foi a experiência na CCXP?

A experiência na CCXP teve seus altos e baixos por ser a primeira aparição do projeto por lá, infelizmente ocorreu um atraso da gráfica e não conseguimos levar a edição. Porém, a divulgação foi pesada e ganhamos novos leitores, amigos e bons contatos. Fui convidado para um evento no Nordeste este ano e estou muito feliz com isso.

Hoje no cinema e TV existem tantas produções que é necessário ser audacioso para inovar e não parecer “mais do mesmo”, com isso, temos mortes inesperadas, maior exploração dos vilões, heróis mudando de lado entre outras surpresas. Como isso funciona no seu universo? Teremos muitas surpresas?

Com isso ninguém precisa se preocupar, eu procuro deixar o roteiro bem redondo e direto. A saga terá muitas reviravoltas e surpresas, quem acompanhar não se arrependerá!

Você imagina Ameto no formato Anime? Já pensou a respeito?

Claro que sim, tenho essa meta para o futuro, depois que eu terminar toda a saga, quem sabe um dia não se torne anime e até mesmo um live action? Vamos sonhar alto!

O que você recomenda para quem quiser seguir seus passos e lançar seu próprio trabalho?

Muito foco, determinação e dedicação. Procurem ser os melhores no que fazem, não se contentem com trabalhos meia boca, e por fim acreditem si mesmos, sejam seus fãs acima de tudo!

Para finalizar uma mensagem para todos os seus fãs e os novos espectadores que estão conhecendo aqui pelo Nerdstark.

Que os antigos leitores continuem acompanhando a obra, agora com a publicação oficial, e aos novos que não percam a chance de adquirir o seu exemplar numa banca mais próxima. Ameto é distribuido em todo o Brasil, e com o apoio dos leitores podemos ir longe e mais e mais obras podem surgir para todos!

Um forte Abraço!!

Página do projeto: https://www.facebook.com/ameto.hero/

André Pacheco

Fundador

  • Caio PiresPereira

    fevereiro 10, 2017 #1 Author

    Show de bola a entrevista e aproveito para recomendar a todos a ler as aventuras de Americana. Mangá feito no Brasil de primeira qualidade.

    Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *