Home / NOTÍCIAS / FILMES / RESENHA – ANNABELLE 3: DE VOLTA PARA CASA

RESENHA – ANNABELLE 3: DE VOLTA PARA CASA

Terceiro filme da boneca mais sinistra do cinema desde Chucky, e oitavo filme do “Conjuring Universe” (ou Universo Invocação do Mal), “Annabelle 3” traz a história de uma das entidades encontradas pelo casal Ed e Lorraine Warren, investigadores paranormais e demonólogos. Vale lembrar que os casos apresentados pelos filmes da franquia Invocação do Mal são baseados em histórias verídicas vividas pelos Warrens, o que torna tudo ainda mais cabuloso.

A trama mostra o casal Warren indo viajar e deixando Judy, a filha, com a babá, Mary Ellen. Daniela, uma amiga de Mary Ellen chata pra caramba resolve ir até a casa dos demonólogos por ser muito curiosa e querer saber o que há lá de fato, pois saiu uma matéria no jornal da cidade questionando se as suas histórias eram verídicas ou não. Daniela consegue ingressar na sala onde os Warren guardam todos os artefatos demoníacos que recolheram em suas atividades, e liberta, sem querer, Annabelle. E aí começa uma noite assustadora para as três meninas, que tem que lidar não somente com a boneca, mas com outras entidades que estavam presas até então.

Da trilogia envolvendo a boneca, este filme foi o que mais me causou sustos de fato. A tensão gerada por não se saber qual o próximo passo, ou o que iria acontecer com as meninas foi bastante eficiente. Ainda que em vários momentos eu tenha que ter contado com a suspensão da descrença, o trabalho de Gary Dauberman é excelente na direção. Sempre há que se fazer concessões nesse tipo de história para que possamos nos imergir nela. A fotografia sombria, sempre escura e com fumaça, e o uso de vários espelhos reforçam a aura de terror da história, apesar de que o visual da boneca, por si só, já é um tanto bizarro. O casal Ed e Lorraine, vividos por Patrick Wilson e Vera Farmiga, pouco aparece, mas as três meninas seguram bem a história. Dos três últimos filmes do universo de Invocação do Mal (recentemente vimos A Freira e A Maldição da Chorona), “Annabelle 3” é o melhor deles, sem sombra de dúvidas.

Faz pouco tempo que comecei a acompanhar filmes do gênero terror, mas já é possível diferenciar o que funciona do que não funciona. E “Annabelle 3” funciona muito bem, entregando o prometido e proporcionando aquela tensão esperada. Vale muito a pena ver nas telonas. Só preciso saber se as luzes do cinema piscaram de propósito ou não durante o filme, pois isso me deixou muito intrigada…

Nota: 9,0

Roberta Rodrigues AutorParticipant
Cabine de Imprensa , Nerd Fusão
Aqui é Nerd Fusão na veia!
follow me

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

RESENHA – ANNA: O PERIGO TEM NOME

Desde que fiquei sabendo da existência deste filme, fiquei ansiosa para assisti-lo, ...