RESENHA – AS VIÚVAS RESENHA – AS VIÚVAS
0shares 0Facebook 0Twitter 0Google+ “As Viúvas” é aquele tipo de filme que já te pega pelo cartaz: com um casting recheado de estrelas e... RESENHA – AS VIÚVAS

“As Viúvas” é aquele tipo de filme que já te pega pelo cartaz: com um casting recheado de estrelas e sob a direção de Steve McQueen, a gente já fica curioso mesmo antes de saber qualquer informação a respeito do enredo. A expectativa já vai lá em cima. Mas isso somente seria um problema se ela não fosse correspondida. Mas ela é, e com louvor.

A história se passa em Chicago: um grupo de criminosos morre em um confronto com a polícia e deixam as suas mulheres completamente desamparadas. Mais do que isso: Jammal Manning, um candidato a vereador, vai cobrar de Verônica, esposa do chefe da quadrilha, o dinheiro que o marido dela havia roubado dele, e que queimou no incêndio da van que vitimou o grupo. Verônica decide contatar as demais viúvas para realizarem um último “trabalho”, que ficou descrito e planejado em um caderninho que era mantido por Harry, seu esposo. Como todas elas estão passando por dificuldades, aceitam a empreitada e vão a luta.

Em um primeiro momento, é difícil criar empatia com alguém, pois não tem mocinho: nem os bandidos que morreram, os candidatos a vereador que são praticamente mafiosos, e mesmo as mulheres dos bandidos, já que elas usufruíam do dinheiro sujo obtido por seus maridos. Porém, com o desenrolar da história, ficamos conhecendo melhor cada uma dessas mulheres, os seus dramas pessoais, as suas perdas, e fica difícil de não torcer por elas. Até porque elas pretendem roubar dinheiro  de bad guys, então a gente acaba sendo condescendente.

As atuações são primorosas, todas, mas é óbvio que a Viola Davis, que interpreta Verônica, se sobressai. Ela está muito badass e vive uma espécie de anti-heroína. Impossível não abraçar a causa dela. Steve McQueen, que dirigiu “Shame” e “12 anos de escravidão” faz um excelente trabalho, mais uma vez. Algumas cenas são emblemáticas, como quando Jack Mulligan e sua assistente estão conversando no carro, e tudo que ouvimos é o diálogo, pois a câmera foca no vidro do carro em movimento, e não se enxerga nada lá dentro. Outra cena interessante é quando Jatemme (Daniel Kaluuya, sempre impecável), o capanga de Jammal, vai com sua catrefa até a casa de Bash, motorista de Verônica, para lhe dar uma surra, e tudo que vemos é Jatemme sentado em uma poltrona assistindo NFL, enquanto ouvimos a sua gangue dar uma surra em Bash.

Apenas para registro, ainda estão no filme Robert Duvall, Colin Farrell, Liam Neeson, Michelle Rodriguez, Elizabeth Debicki, entre outros. O filme ainda não tem medo de colocar o dedo na ferida e expor a corrupção dentro da política, da igreja, e a má conduta policial. São diversos plot twists que me deixaram boquiaberta, e tenho que certeza que vai surpreender vocês também. “As Viúvas” é um filmaço e merece ser visto nas telonas.

Nota: 10,0

Roberta Rodrigues

No comments so far.

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *