Resenha Batman V Superman (Spoilers) Resenha Batman V Superman (Spoilers)
13shares 13Facebook 0Twitter 0Google+ Passada a “hype” pós filme, estarei fazendo a minha análise sobre o que achei do filme. Batman V Superman inicia... Resenha Batman V Superman (Spoilers)

Passada a “hype” pós filme, estarei fazendo a minha análise sobre o que achei do filme.

Batman V Superman inicia com alguns flashbacks do jovem Bruce Wayne e a tragédia envolvendo o assassinato dos seus país, levando a criação do justiceiro mascarado de Gotham. Entre pesadelos e flashbacks, somos transportados aos momentos finais de Man of Steel, onde Superman e Zod promovem uma batalha épica destruindo Metropolis e fazendo milhares de vítimas em consequência dos desabamentos e a brutalidade desproporcional da força dos “alienígenas” para com os humanos. As cenas são impressionantes, lembrando claramente os atentados de 11 de setembro. As tomadas aéreas e de longa distância da cidade mostram que Zack Snyder é um maestro em conceitos visuais e na criação de atmosferas caóticas.

Somos apresentados ao Bruce Wayne adulto, interpretado por Ben Affleck, que corre em direção aos destroços enquanto a cidade inteira tenta escapar da destruição. É um Bruce Wayne cansado e cheio de frustração por não ver o fim da criminalidade e ao trauma da infância.

NEMOgxJ7cLfHQM_1_b[1]

As consequências da batalha foram devastadoras, quase 2 anos depois todos ainda questionam que tipo de herói a sociedade precisa, a popularidade de Superman parece estar dividida. Bruce Wayne parece estar disposto a travar uma guerra contra o Superman pelo fato de considerá-lo uma ameaça por ser poderoso.

Enquanto na HQ Batman O Cavaleiro das Trevas a imprensa faz repercussão acerca da conduta de Batman, no filme os jornais e televisão questionam a atuação do Superman, então, Clark Kent passa a refletir a respeito da sua vida na terra e seu papel na sociedade. Superman é convocado para uma “audiência” numa corte governamental onde um ex-funcionário de Bruce Wayne mutilado na destruição da cidade e manipulado por Luthor, causando um atentado de grandes proporções ligando ainda mais o Superman a mortes e destruição. A cena impressiona.

Cria-se então o motivo da luta entre os heróis que dissertarei mais além. Vamos aos personagens…

cena-do-filme-batman-vs-superman-a-origem-da-justica-1458588702093_615x470[1]

Henry Cavill está muito melhor que em Man of Steel, seu Superman é um “amador”, ele ainda não sabe o seu papel na terra, Cavill consegue expressar isso enquanto consegue também expressar bondade na sua forma de olhar e se comunicar. A excelente trilha sonora ajuda bastante, ligando sempre os momentos dramáticos de Clark/Superman a uma música triste, sentimental e marcante em poucas notas de piano. Em grande forma física Cavill entrega um Superman digno dos quadrinhos.

Batman-v-Superman-Trailer-Affleck-Batsuit[1]

Ben Affleck como Bruce Wayne/Batman superaram as minhas expectativas, o visual do Homem Morcego está fantástico, temos um Batman baseado na consagrada HQ O Cavaleiro das Trevas, onde o uniforme de tecido está sobre uma pré armadura, deixando o herói ainda maior e mais ameaçador. Assim como Superman, Hans Zimmer desenvolveu uma trilha para Batman, porém, é uma música tensa que agrega perigo a aparição do personagem, que surge em meio a escuridão e enfrenta os inimigos sempre com muita violência e brutalidade. Esta versão de Batman é tão brutal que quando não mata os bandidos, marca a pele com a marca do morcego a ferro quente como um sentença de morte. Também vemos um pouco do lado detetive de Batman, é nesta hora que também somos apresentados a Diana.

Em diversos momentos do filme Batman tem pesadelos e um deles mostra um futuro caótico onde o Superman é uma espécie de líder ditador. A Cena é cheia de referências que mencionarei no final do post. Não fica explícito se são “sonhos” ou “visões” de um futuro causado por decisões erradas. Acredito que sejam visões baseado na aparição do Flash, que de forma rápida e distorcida profere “Você estava certo sobre ele, salve Lois, ela é a chave de tudo”. Neste ponto entendi que neste futuro Lois Lane morreu e o Superman culpou os humanos, passando a subjugá-los sob “ordens superiores”, quando vemos claramente o símbolo “Omega” em um dos pesadelos de Bruce.

NEmMvubkR450pn_4_b[1]

Gal Gadot não tem muito tempo em cena, mas o pouco que aparece destaca-se com uma personagem bastante segura e misteriosa. Quando aparece caracterizada como Mulher Maravilha, demonstra que talvez seja um dos personagens mais poderosos deste universo da DC.

Lex[1]

Jesse Eisenberg como Lex Luthor está muito diferente do que estamos acostumados a acompanhar no cinema e na TV. Jesse Eisenberg entrega um Lex psicótico, obcecado pelo Superman. Ele inicia um jornada em busca de artefatos Kriptonianos e mais tarde descobrimos que ele já tem mapeado os “meta humanos”, que futuramente serão a Liga da Justiça. Na minha opinião Lex Luthor é um ponto negativo do filme. Parece que depois do Joker de Heath Leadger criou-se uma mítica em interpretar os vilões, como se cada ator tivesse a obrigação de reinventar os papeis para ficar na história e se sobressair sobre os protagonistas. Não julgo como ruim o Lex Luthor de Eisenberg, mas em momento algum o achei ameaçador como eu esperava que Lex Luthor fosse, bem pelo contrário, achei o personagem bastante inseguro, bem diferente daquela mente criminosa que estamos acostumados nos quadrinhos. Seu arco na maioria da tempo gira nas intrigas com o governo e a tentativa de manipular uma senadora para conseguir os artefatos alienígenas que estão em poder do governo.

_1449632341[1]

Amy Adams como Lois Lane está incrível, sua participação é fundamental para o desenvolvimento da narrativa. Sua relação com Clark estremece e em momentos ela vê em Bruce a única chance de se salvar, uma vez que Superman está disposto a exilar-se. Amy mostra grande talento dramático.

2015_07_13_17_54_20_batman_v_superman_dawn_of_justice_comic_con_trailer_hd_youtube[1]

Jeremy Irons interpreta um Alfred mais ativo, um verdadeiro suporte técnico para o Batman, uma espécie de Lucius Fox também.

scheming-lex-unpopular-superman-batman-vs-superman-trailer-breakdown-517341[1]

Laurence Fishburn com seu talento acrescenta humanidade na sua versão de Perry White.

A narrativa da trama parece meio confusa e amarrada no início, mas ao longo da projeção é possível entender que foi necessária para contar a história. Muitos críticos estão tendo verdadeiros “pitis” sobre o filme e acabam sempre comparando com o universo que a Marvel estabeleceu no cinema. A Marvel entre erros e acertos fez um filme solo de cada personagem até reuni-los em Os Vingadores, então não há como exigir da DC que ignore contar a origem dos seus personagens em um único filme, é necessário e tenho certeza que se jogassem todos os heróis de forma gratuita os mesmos críticos iriam reclamar que não apresentaram direito os personagens, isso é fato.

Temos acesso rapidamente a Flash, Aquaman, Mulher Maravilha e Ciborgue durante a investigação de Bruce e Diana contra Lex Luthor.

A atmosfera do filme é triste e sombria, em outro tópico (acesse AQUI), eu comentei que sai do cinema pior do que quando entrei, mas não quis dizer que o filme é ruim, bem pelo contrário, quis me referir que a atmosfera decadente, densa, triste e violenta do filme realmente funciona, pelo menos mexeu bastante comigo, principalmente pela trilha sonora.

Em alguns momentos Superman é mencionado como um Deus, temos muitas referências religiosas que transformam a atmosfera do filme mais grandiosa e épica.

could-this-be-gog-132150[1]

O Lunático e manipulador Lex Luthor consegue motivar o Superman a enfrentar Batman. O duelo dos heróis é intenso, Superman demonstra desespero e disposto a matar o Batman se necessário para salvar Martha Kent, sequestrada por Lex e seus capangas. Batman também é manipulado, consegue criar uma armadura com itens projetados de kriptonita para parar Superman. É mostrado também como descobriram que a kriptonita enfraquece o Superman, podemos ver Lex Luthor testando o material no cadáver de Zod, que posteriormente é usado para a criação de Apocalipse com seu próprio sangue.

E embate dos heróis dura pouco, mas acontece de forma brutal e violenta. Ele termina pela coincidência da mãe de Bruce Wayne se salvar Martha, assim como a mãe adotiva de Clark se chama Martha, o que demonstra que Bruce Wayne estava lutando contra o inimigo errado e viu que precisava deixar o Superman seguir pra salvar Lois como menciona o Flash do futuro.

batman-vs-superman-ew-pics-3-600x301[1]

Em meio a tudo isso surge Apocalipse, obrigando a todos trabalharem em conjunto. O mostro invencível e imortal é todo feito em CGI e parece bastante artificial e genérico. Para dar um tom de perigo ele é grande e está sempre envolto de energia.

Mais destruição na cidade, e desta vez Batman está envolvido, então passa a ser o que ele estava tentando enfrentar.O governo num ato de desespero resolve lançar um míssil em direção a batalha, assim como acontece em The Dark Knight. Superman parte para desviar a bomba do alcance da cidade e como nos quadrinhos acaba explodindo no céu bloqueando a energia solar que dá os super poderes ao Superman, uma bela referência. Enquanto isso Batman segue a batalha.

aaa

No ato final vemos a trindade reunida enfrentando o mostro e Superman se sacrifica voando em direção a Apocalipse com a lança de Kriptonita que seria usada e criada pelo Batman para matar o Superman. A cena final é bastante dramática e mostra a morte do Superman e Apocalipse. Amy Adams mostra todo o seu talento incorporando o desespero da Lois ao ver o Superman morto sobre a destruição. As cenas do funeral são muito bonitas e lembram muito os quadrinhos, mas, sabemos que Superman não está morto quando vemos os grãos de terra mover-se exatamente como a neve move-se no primeiro filme quando Superman descobria os poderes e dá seu primeiro voo.

É evidente que Snyder preferiu que o Superman morresse para que Batman com sua experiência juntasse e liderasse a Liga da Justiça.

O filme tem 2:30 de duração e termina com uma cena de Batman “visitando” Lex na prisão.

Batman V Superman A Origem da Justiça me agradou bastante, tem seus erros como qualquer filme tem e me causou diversas sensações. Affleck mostrou que é o Batman que muitos fãs queriam ver. Muitos mistérios ficaram no ar, nitidamente Lex sabe da existência do Darkseid, inclusive menciona que o sino foi tocado e eles ouviram na escuridão, entre as estrelas Ding, Dong!

Já temos a informação que Ben Affleck já tem o roteiro do filme solo do Batman que ele mesmo vai dirigir. Estamos apostando nesta franquia.

Referências e ester eggs:

  • HQ The Dark Knight
  • HQ Funeral para um amigo
  • HQ A Morte do Superman
  • HQ paz na Terra
  • HQ Crise nas Infinitas Terras
  • Parte do elenco de Watchmen aparecem no filme (descubra)
  • Emmet Vale, que nos quadrinhos se torna o vilão Metallo, no filme entrega Kriptonita a Lex
  • Mercy Graves a guarda costas de Lex nas animações aparece no filme
  • Action Comics N. 1 aparece em um mural
  • A Caixa Mãe ou Caixa Materna é usada para a criação do Ciborgue
  • Batman sonha com um mostro em forma de morcego muito semelhante ao inimigo dos quadrinhos
  • Robin e Coringa
  • O símbolo Ômega de Darkseid aparece no pesadelo/visão de Bruce, assim como os Parademonios
  • Game Injustice: Gods Among Us
  • Game Batman: Arkham

[userpro template=view user=nerdstark max_width=100%]

Andre Pacheco

Nome: Nerdstark Idade: 37 anos Colecionador de Action Figures, Gamer, Músico, louco por cinema, series e Punk Rock! E-mail: contato@nerdstark.com.br Cidade: Porto Alegre/RS

No comments so far.

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *