Home / NOTÍCIAS / FILMES / RESENHA – CÓPIAS: DE VOLTA À VIDA

RESENHA – CÓPIAS: DE VOLTA À VIDA

Inicio esta resenha dizendo que amo Keanu Reeves na franquia John Wick e estou ansiosa pelo próximo, mas nos períodos de “entressafra” ele tem feito alguns trabalhos meio cabulosos. A exemplo de “Bata antes de entrar”, “Cópias: De volta à vida” é aquele tipo de filme que nos causa estranheza e até um certo desconforto, fazendo com que a gente não saiba exatamente qual o sentimento despertado depois de assisti-lo.

Keanu Reeves é William, um neurocientista que se muda com a mulher e os três filhos para trabalhar em uma empresa cujo objetivo é clonar a mente humana. Ele sofre um acidente de carro que mata toda a sua família, sendo o único sobrevivente, e decide utilizar a tecnologia da firma para clonar seus entes queridos. E a partir daí tudo é meio bizarro e desconexo.

A trama apresenta uma série de dilemas morais: por exemplo, ele precisa clonar quatro pessoas, mas tem somente três casulos, onde as cópias são feitas. Então, ele tem que escolher um dos seus parentes para não ser clonado. Mas e as lembranças? E a história de cada um? Os vínculos? As pessoas que os conhecem não sentirão falta? Eu acho no mínimo esquisito que um neurocientista, uma pessoa que, em tese, é esclarecida, não tenha pensado nisso quando decidiu clonar sua família, sabendo que o processo duraria no mínimo dezessete dias, e que durante esse período a falta de sua esposa e filhos seria sentida por quem convive com eles.

Tecnicamente, é um filme complicado. O roteiro é cheio de furos, o tema clonagem humana já é meio batido, e a gente não compra as decisões tomadas pelo protagonista (eu, pelo menos, não comprei). O segundo ato até é interessante e tem uma virada bacana, mas no terceiro a coisa descamba e fica bem difícil de a gente aceitar a verdade que a trama nos apresenta. Eu saí do cinema com um gosto meio amargo na boca, pois acho o Keanu Reeves um ator tão talentoso, que dá até vergonha alheia vê-lo interpretar um papel tão sem sentido.

Nota: 5,0

Roberta Rodrigues AutorParticipant
Cabine de Imprensa , Nerd Fusão
Aqui é Nerd Fusão na veia!
follow me

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

RESENHA – CEMITÉRIO MALDITO

Já faz algum tempo que estamos vivendo uma era de remakes nos ...