Home / NOTÍCIAS / FILMES / RESENHA – ESCAPE ROOM

RESENHA – ESCAPE ROOM

Seis pessoas sem relação alguma são atraídas, por dinheiro ou pelo desafio, para um prédio abandonado, no qual irão passar por alguns testes até que se chegue ao vencedor. O que eles não sabem é que tais provas podem custar suas próprias vidas, e para superá-las, terão de trabalhar em em equipe com os seus concorrentes pela sobrevivência.

A fórmula de “Escape Room” não é nova: já vimos tramas semelhantes em franquias como Jogos Mortais e Jogos Vorazes, mas nem por isso ela deixa de ter seus méritos. Aqui não há violência explícita, mas também não há muito alívio cômico. A medida que a história vai se desenrolando, vamos conhecendo um pouco mais de cada um dos seis participantes, e o motivo de cada um estar ali (o que é bem interessante e inusitado).

Mesmo sendo um filme considerado de baixo orçamento, cada um dos “escape rooms” têm um design bastante convincente e realista. Há a sala do “calor”, do “frio”, de “cabeça para baixo”, e uma completamente psicodélica. A direção fica por conta de Adam Robitel, que também trabalhou em “Sobrenatural: A última chave”, que encerrou a franquia de forma bem decente, e aqui apresenta excelentes tomadas que realmente nos trazem angústia e refletem o sentimento dos personagens que estão tentando escapar das salas.

Apesar de não ter nenhum nome de peso, alguns atores são caras conhecidas de quem acompanha seriados: Deborah Ann Woll (Karen Page de “O Justiceiro”), Taylor Russell (Judy Robinson de “Perdidos no Espaço”), e Nik Dodani (Zahid de “Atypical). A dinâmica entre o grupo funciona, apesar de terem personalidades bastante heterogêneas, e é natural que durante a trama alguns nos despertem mais empatia que outros.

Sempre digo que este não é um dos gêneros de minha predileção, e mesmo eu tendo ido assistir a “Escape Room” com baixa expectativa, ele me surpreendeu positivamente, tanto pelo suspense bem trabalhado, quanto pela qualidade das cenas. Mesmo não sendo uma temática que carece de originalidade, é uma obra eficiente e honesta.

Nota: 8,5

Roberta Rodrigues AutorParticipant
Cabine de Imprensa , Nerd Fusão
Aqui é Nerd Fusão na veia!
follow me

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

Rumor: Capitã Marvel 2 pode adaptar Invasão Secreta

Um novo rumor surgiu através do site We Got This Covered informando ...