Home / NOTÍCIAS / FILMES / RESENHA – HISTÓRIAS ASSUSTADORAS PARA SE LER NO ESCURO

RESENHA – HISTÓRIAS ASSUSTADORAS PARA SE LER NO ESCURO

Primeiro, o que eu gostaria de deixar claro é que o motivo fundamental que me levou a assistir esse filme foi o fato de ele ser produzido pelo renomado Diretor Guillermo Del Toro, um entusiasta dos filmes de terror, e conhecido por trazer histórias e seres fantásticos para as telonas. E, de fato, a gente percebe o “dedo” dele na obra.

“Histórias assustadoras para se ler no escuro” lembra bastante a aclamada série “Stranger Things”: grupo de outsiders, Halloween, büllying, etc. E também pela vibe de cidade do interior, sendo que essa história se passa no final dos anos 60, enquanto o seriado ocorre nos anos 80. Um grupo de amigos vai até uma casa que dizem ser mal-assombrada, onde viveu há muitos anos Sarah Bellows, cuja morte sempre foi cercada de diversos mistérios. Na casa, o grupo encontra um livro que seria de Sarah, no qual ela escreve histórias, as quais acabam se tornando realidade e sempre com um final trágico. Na verdade, como bem refere Stella (a menina do grupo), “não é você que lê o livro; é o livro que lê você”. E a partir do momento que a turma de amigos retira o livro da casa, bagulhos sinistros começam a acontecer.

“Histórias assustadoras” é um filme clássico de terror, com aquela aura das produções dos anos 70 e 80, e a estrutura dos grupos e o desenrolar da trama lembram um pouco Goosegumps. Tem cenas muito, muito nojentas (como a do dedão do cadáver dentro da sopa, que quase me fez vomitar), bastante suspense e algum terror (o espantalho é bem bizarro). Como era de se esperar, em se tratando de um filme produzido por Del Toro, tem bastante efeitos práticos e pouco CGI. Quanto às atuações, bem, se deixei para falar por último é porque não teve nada que me chamasse muito a atenção, mas é decente. Gosto da fotografia, da movimentação de câmera e da paleta de cores. É um terror funcional, digamos assim.

Se eu vi filmes de terror melhores este ano? Sim, eu vi. Mas mais do que sustos, “Histórias assustadoras” traz uma trama envolvente, que te prende do início ao fim, e acho que esse é seu grande mérito. No final, tem um gancho que deixa clara a intenção de se fazer uma continuação, e, sinceramente, acho bem válido. Para quem curte o gênero, vale a pena dar uma chance para essa obra.

Nota: 8,5

Roberta Rodrigues AutorParticipant
Cabine de Imprensa , Nerd Fusão
Aqui é Nerd Fusão na veia!
follow me

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

RESENHA – RAMBO: ATÉ O FIM

A importância de Sylvester Stallone na consolidação do cinema de ação e ...