Resenha: IT Palhação da Porra! (Sem Spoilers) Resenha: IT Palhação da Porra! (Sem Spoilers)
56shares 56Facebook 0Twitter 0Google+ Em uma época em que os remakes e a nostalgia está em alta, muitos acreditam que acabou a criatividade de... Resenha: IT Palhação da Porra! (Sem Spoilers)

Em uma época em que os remakes e a nostalgia está em alta, muitos acreditam que acabou a criatividade de Hollywood e que não se fazem mais filmes como antigamente, principalmente quando trata-se do gênero terror/suspense. Não é o que acontece em IT, aqui realmente temos um remake que traz para esta geração a essência da aclamada obra de Stephen King.

Comparado ao filme de 1990 e ao livro, esta releitura traz os eventos em tempo real e não como uma história contada ou flashbacks. O filme se passa no final da década de 80, a fotografia, o visual, os diálogos, as referências, os comportamentos e aquela atmosfera realmente dá vida e identidade a produção.

Na trama crianças começam a desaparecer na cidade de Derry e todos os acontecimentos levam ao sinistro palhaço Pennywise, criatura assustadora que parece de tempos em tempos para se alimentar do medo…(bem, sem spoilers)

Já era previsível que as comparações com Stranger Things aconteceriam, uma vez que a própria serie já é influenciada pelas obras de Stephen King e sua maneira de contar histórias. Assim como em Stranger Things temos o grupo de crianças com seus estereótipos oitentistas, o grupo de arruaceiros babacas, a menina em perigo e o vilão assustador.

O palhaço Pennywise (Bill Skarsgård) está completamente assustador e consegue realmente entregar o medo ao espectador. O filme é violento e ao mesmo tempo divertido graças a inocência das crianças, destaque para o personagem Richie, interpretado por Finn Wolfhard, o Mike de Stranger Thing, ele é o alívio cômico, talvez por isso aumente a comparação com a serie.

Do grupo de protagonistas cada personagem possui um drama pessoal e uma conexão com Pennywise. É muito fácil nos apegarmos aos personagens e realmente temos a sensação de medo de perdê-los a cada cena que os envolve com Pennywise.

Sempre que assisto a um filme reflito sobre a sua relevância e como irei me recordar dele daqui a alguns meses ou anos, e IT é um filme que realmente me agradou bastante e estarei esperando ansiosamente por sua continuação.

IT é um filme sobre amizade juvenil como muitas outras obras de década de 80/90 e do próprio Stephen King. Minha nota é 8/10!

 

André Pacheco

Fundador

No comments so far.

Be first to leave comment below.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *