Home / NOTÍCIAS / FILMES / RESENHA – ROCKETMAN

RESENHA – ROCKETMAN

Elton John é um ser iluminado e o filme que conta a sua história não poderia ser diferente: uma explosão de cores, brilhos, luzes e músicas lindas. Mas não é só isso: também vemos os momentos difíceis de sua carreira. E é impossível não sair do cinema ainda mais encantada com ele!

“Rocketman” é basicamente um musical. Ele inicia mostrando Elton em uma espécie de grupo de apoio para viciados em drogas, álcool e afins, e contando a sua história desde criança, a relação (complicada) com os pais, a paixão pela música e o talento. A convivência familiar explica muito da personalidade de Elton John, que a vida toda buscou uma coisa: ser amado de verdade. Também vemos o início da sua carreira, como ele conhece Bernie, que compôs as letras musicadas por Elton, e seu melhor amigo há mais de cinquenta anos. Como todo filme de artista, também tem treta com empresário: neste caso, John Reid, que também foi uma grande paixão de Elton John, e partiu seu coração algumas vezes.

O filme tem muita música: todas contextualizadas, completamente inseridas no contexto da história que está sendo contada. Vi algumas pessoas comentando que “candle in the wind” não está no filme: porém, acredito que quando Elton está fazendo uma espécie de teste com o primeiro empresário, Stanley, ele toca alguns acordes da canção no piano. Porque as músicas de Elton John são assim: elas têm uma assinatura, e a gente reconhece facilmente. A história é bem contada, respeitando a cronologia, não é apressada nem arrastada. E os atores mirins que interpretam Reggie na infância também são ótimos. Aliás, Reggie é o nome real de Elton John, e o filme também nos conta como ele mudou de nome.

Os números musicais são simplesmente magníficos, todos eles: as pessoas cantam, dançam, é tudo muito colorido e psicodélico, como era na época de fato. Fiz as pazes com Taron Egerton, que eu adorei em Kingsman, mas que conquistou todo meu ranço em Robin Hood (pobrezinho, a culpa não era dele, mas do roteiro e da direção desastrosas do filme). E ele dança. E canta. De verdade! (Até porquê, dublar até o Pablo do Sílvio Santos dublava, né gente?!) Jamie Bell como Bernie e Richard Madden (o Robb Stark) como o malvado John Reid também estão bem, mas é o Taron Egerton o dono do filme, como não poderia ser diferente: ele interpreta com maestria o papel de Elton John.

“Rocketman” tem momentos dramáticos, mas é um filme que faz a gente sair feliz do cinema. A emoção transbordou nos olhos em “Your song”, “Tiny Dancer”, “Rocket Man” e “Don’t let the sun go down on me”. Sei que muitas pessoas têm preconceito com musicais, mas peço que dêem uma chance e assistam a essa obra-prima arrebatadora no cinema. E se você já gosta de musicais e do Elton John, apenas se deleite com esse filme lindo!

Nota: 10,0

Roberta Rodrigues AutorParticipant
Cabine de Imprensa , Nerd Fusão
Aqui é Nerd Fusão na veia!
follow me

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

x

Check Also

ANDY SERKIS SERÁ O DIRETOR DE VENOM 2

Agora é oficial, Venom 2 terá Andy Serkis como diretor e quem ...